segunda-feira, 11 de maio de 2009

redOnda


Sou redonda. Como um fruto redondo.

Mas, digam o que disserem, passem os anos que passem, serei sempre uma romântica incurável.
Independentemente do facto de ser fruto desde o nascimento até à morte.
Fui semeada, fui crescendo em forma de semente, depois rebento, flor, fruto pequenino e frágil, fruto maduro e firme, fruto sensível e mole, fruto enrugado, fruto seco, fruto podre, fruto que disse adeus a si mesmo e olá a um novo fruto.
Tudo é cíclico. Tudo é susceptível de mudar. Basta acreditar e querer. Ou esperar o curso normal da vida.
Mas eu não quero esperar, nem quero deixar de viver apaixonadamente.
Eu só quero ser feliz... sem ter que esperar por uma outra nova vida, em mim.

7 comentários:

Fada disse...

Huummm...

Estás grávida?
Estás mais gordinha?
:p

Percebi-te! Redonda, porque sem arestas que ferem...

Beijitos grandes, princesa!

Å®t Øf £övë disse...

Nogs,
O importante é assumirmo-nos como somos, e depois termos a capacidade de viver a nossa própria vida com toda a intensidade e plenitude.
Beijinhos.

Intruso disse...

és uma romã, cheia de bagos vermelhos por dentro.

pepita chocolate disse...

redonda ou nem por isso, o importante é que sejas feliz!

Beijoca!

Spectrum disse...

importa o retorno de uma linhagem in.secreta. bárbara e rasgável.
sim. ramos da mesmíssima árvore onde nos envolvo.
Beijo.TE

as velas ardem ate ao fim disse...

Ha tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender.Fernando Pessoa

Sinto o em ti no teu blogge vai daí premiei te no Velas!

um bjo

inv3rs0 disse...

...mas o teu sorriso é bonito :)