sexta-feira, 7 de março de 2008

Changes



As viagens mais belas que fiz foram as rotas que percorri no teu corpo.

Às vezes quando olho para dentro de mim e reflito, encontro-te. Já fazes parte de mim, como se tivesses nascido na minha pele. Deixámos de ser dois a partir do momento em que assumimos para nós próprios a realidade de que, agora, somos um só.

Tanto mudou desde que comecei a conduzir na estrada que nos uniu... Eu mudei, tu mudaste, o mundo mudou, quase tudo mudou...

Até os teus olhos mudaram, estão ainda mais bonitos e expressivos, ganharam um brilho novo! E o teu sorriso então... Parece-se com longos pedaços de morangos silvestres com chantilly.

Tenho que assumir que existem mudanças que me fazem sorrir ainda mais.

4 comentários:

ZezinhoMota disse...

Ana! Lindo, lindo são as uas palavras e os sentimentos que nelas transportas!

A Internet e os blogs deram me possibilidades de poder confraternizar e trocar pensamentos com outra pessoas!

Mas posso te dizer do coração que em cada novo dia me sinto mais, e, muito mais enriquecido com palavras como as tuas...

Meu Deus! Será que eu mereço sentir tanta emoção pelas mensagens tão bonitas que encontro neste mundo tão belo e quantas vezes tão maltratado???

Bem hajas Ana e agradeço-te muito por me aceitares no teu blog...

Porque pelas tuas palavras tão interiorizadas quem não se sente orgulhoso de ser teu amigo?

Eu sinto-o!

Boa quarta feira.

Que sejas muito feliz.

Bjnhs

ZezinhoMota

Å®t Øf £övë disse...

Ana,
É deste tipo de tatuagens e cumplicidades que eu gosto.
Bjs.

(Un)Hapiness disse...

há uniões que não precisam de se ver aos olhos dos comuns mortais...

Oliver Pickwick disse...

Leve e bonito. Este texto resume toneladas de escritos acerca do amor.
Acordou caminhando nas nuvens neste dia, hein garota?
Beijos!